A MEMÓRIA VIVA DA RAINHA NZINGA: IDENTIDADE, IMAGINÁRIO E RESISTÊNCIA

 

 

A Memória Viva da Rainha Nzinga: Identidade, Imaginário e Resistência constitui texto acadêmico primeiramente elaborado para alunos e alunas presentes à Conferência Escravidão e Resistência, proferida por mim em 21-03-2013 no XVIII Curso de Difusão Cultural: Introdução aos Estudos de África, promovido pelo Centro de Estudos Africanos da USP (CEA-USP).

A Memória Viva da Rainha Nzinga: Identidade, Imaginário e Resistência discute a trajetória da grande Rainha Nzinga (Ginga para os brasileiros), que se destacou no enfrentamento à agressão colonialista e ao tráfico de escravos em Angola.

Heroína nacional angolana e representação icônica da Africanidade, Nzinga-Ginga é certamente merecedora de toda atenção possível por parte de todos os africanistas.

Para meu contentamento, o paper que elaborei para o CEA-USP chamou a atenção de público leitor de Angola, terminando por ser publicado pelo jornal Cultura, a mais prestigiada publicação angolana de artes e letras, no seu nº. 42 (Outubro de 2013).

O texto, muitíssimo bem recebido do outro lado do Atlântico, está nesse site a disposição dos leitores brasileiros.

Segue link com o fac-símile da edição angolana. Bom proveito!

 

 

 

O teor integral do texto publicado pode ser acessado no link abaixo. 
Clique aqui para fazer o download do arquivo em PDF


 

Joomla Templates by Joomla51.com